To the moon Veja 4 motivos para acreditar no mercado de criptomoedas
To the moon Veja 4 motivos para acreditar no mercado de criptomoedas

To the moon? Veja 4 motivos para acreditar no mercado de criptomoedas

“To the moon” é uma expressão muito conhecida entre os entusiastas do mercado de criptomoedas. A frase diz tudo: é uma maneira de expressar a expectativa de crescimento desse mercado, indo para a lua. 

Esse crescimento ocorre tanto em preço, quanto em novos usuários. Mas existem motivos para acreditar nesses ativos? Sim, com certeza! Nesse artigo, tratamos de 4 motivos reais para acreditar no mercado de criptomoedas. Boa leitura!

Os fundamentos de criptomoedas como o bitcoin permanecem sólidos 

A cada ano, os fundamentos do mercado de criptomoedas seguem sólidos. Isso facilita com que holders permaneçam com as suas posições. Assim, a variação de preço mostra que a especulação existe, mas que o valor das principais criptomoedas, como o bitcoin, permanece ao longo do tempo. 

Muito se discute a respeito da força da tecnologia do bitcoin, por exemplo. É uma criptomoeda que poderá ter o mesmo uso de moedas fiduciárias no futuro? Um indicador é poderoso para analisar os fundamentos das criptomoedas: o hashrate.

Hash rate: a força das criptomoedas

O hash rate é um indicador utilizado para mensurar a velocidade de resolução de um código na blockchain, que faz parte do processo de validação de transações nas redes que usam o algoritmo de Prova de Trabalho. Assim, o hashrate apresenta a quantidade de tetra hashes que os mineradores estão processando por segundo. Se o hashrate aumenta, significa que aumentou também o investimento em tecnologia na rede. 

Por que analisar esse ponto? Tomando como base o exemplo do bitcoin, não é possível realizar a mineração dessa criptomoeda com computadores de baixa qualidade: é necessário um grande investimento em computadores de alta capacidade, energia elétrica e estrutura do modo geral.

Os mineradores são recompensados mediante seu trabalho. Se a força dos mineradores aumenta (aumentando consequentemente o poder da rede) significa que esses players seguem acreditando nesse mercado. Se não, por que continuariam um trabalho de mineração em ativos que não creem que valorização?

Assim, o hashrate, em resumo, apresenta se o processamento da rede está aumentando, mostrando o nível de confiança da comunidade em determinada criptomoeda.

Dessa maneira, do ponto de vista de valor, é sempre importante analisar o hashrate, pois se o preço caiu no curto prazo, devido a volatilidade natural de criptomoedas como o bitcoin, existem motivos concretos para crer que voltará a ter valorização no futuro.

Há desenvolvimentos contínuos para otimização das redes

A rede das criptomoedas é constantemente otimizada. Isso ajuda a entender que a tecnologia avança, auxiliando traders, holders, mineradores e entusiastas. É possível que a comunidade de usuários encaminhe propostas para melhorar a tecnologia, uma vez que é uma tecnologia de código aberto.

As criptomoedas são tecnologias chamadas de “comunitárias” ou “distribuídas”. Não há um documento específico que defina o que é ou não é uma criptomoeda. O próprio código-fonte é o documento. Dessa maneira, a contribuição para melhorias são propostas pelos entusiastas das criptomoedas, havendo de ser aceita pela comunidade como um todo. 

Esse processo é útil pois traz ao mesmo tempo melhorias compreendidas e aceitas por todos, ao mesmo tempo que há a segurança de que um único indivíduo não pode hackear a rede. A rede é mantida pela maioria dos entusiastas.

Esse processo contínuo permitiu alguns aprimoramentos ao longo do tempo, como melhorias no processamento da rede.

Melhorias na rede para transações

Conforme relatório da Bitmex, as constantes melhorias que ocorreram no Bitcoin, por exemplo, tornaram possível o uso rede com maior eficiência.

No caso do relatório, aponta-se que desde 2012, houve uma grande melhoria na velocidade da rede a cada uma das novas versões de software. Os pesquisadores identificaram que as soluções de escalabilidade permitiram uma redução no tempo de sincronização dos nós, o que aprimorou o desempenho do software.

Outras estratégias, como criadas por desenvolvedores do Bitcoin Core, propuseram um protocolo de retransmissão que reduziria o tamanho da largura da banda de transação. A ativação chegaria a melhorar em 70% o processo.

Esses aprimoramentos contínuos mostram que o interesse em melhorar o desempenho da tecnologia é de todos. Logo, essa escalabilidade deve impactar traders, holders, trocas comerciais, mineradores e entusiastas.

Constantemente surgem novos produtos relacionados à tecnologia

Novos usos da tecnologia ajudam a acreditar na expressão “to the moon”. Muitas das inovações em um contexto de blockchain acabam entrando no conceito de DApps (Decentralized Applications), que são soluções que utilizam smart contracts.

Smart contracts são vistos como o “futuro dos contratos”, pois formalizam negociações entre duas ou mais partes sem a necessidade de intermediadores. São totalmente digitais e escritos em linguagem de programação inalterável, estabelecendo de forma clara direitos e obrigações.

Mas, então, qual a relação existente entre blockchain e smart contracts? A utilidade dos smart contracts está exatamente na confiabilidade das transações (por meio da blockchain). Por meio dos smart contracts é possível criar e automatizar a execução de regras de negócios que podem ser aplicadas em diversas áreas e para diferentes demandas.

Trazendo para a realidade do contexto financeiro, é possível falar em DeFi (Descentralized Finance) que é o conjunto de soluções que visam otimizar soluções financeiras. Algumas dessas soluções são, por exemplo, empréstimos automáticos de stablecoins e pagamentos peer-to-peer.

Veja mais alguns benefícios da DeFi:

  • Em relação a protocolos e plataformas de empréstimos: para tomadores de empréstimos, a capacidade de vender um ativo; para credores, a capacidade de inserir capital para usar e obter juros; para ambos, oportunidade de arbitragem entre plataformas.
  • Sobre protocolos descentralizados e sem custódia, há vantagens promissores sobre os produtos financeiros tradicionais, como: transparência e eficiência de preços, pois dependem da dinâmica do mercado; facilidade de de acesso à empréstimos; resiliência à censura e imutabilidade.

Valorização das criptomoedas: um fator crucial

A valorização de criptomoedas como o bitcoin ajudam a entender que esses ativos são uma grande oportunidade. A valorização do bitcoin não ajuda apenas aqueles que possuem o bitcoin como o investimento, e sim, o mercado como um todo.

E isso ocorreu ao longo do tempo. Por exemplo, o bitcoin nos últimos 5 anos teve valorização de mais de 3.990%. Isso traz reconhecimento para o mercado: se o ativo está subindo, ele é uma boa alternativa.

Como foi colocado acima, o aumento de preço do bitcoin é bom para todos os envolvidos.

Quais são as vantagens da valorização do mercado de criptomoedas para cada participante?

Para traders, o aumento de preço dessa criptomoeda gera normalmente a entrada de novos interessados. Com mais pessoas realizando negócios nesse ativo, a liquidez tende a aumentar, o que favorece o operacional de todos.

Para holders, naturalmente o aumento do bitcoin é um confirmador da crença que esses players possuem em relação à tecnologia. Holders de criptomoedas como o bitcoin, acreditam na valorização a longo prazo. Há indicadores fundamentalistas dessa criptomoeda que mostram que mesmo em quedas de preço, holders mais antigos não se desfazem das suas posições. Ou seja: seguem crendo na tecnologia!

Para mineradores, o aumento de preço faz com que esses players continuem sendo recompensados por seus pagamentos de forma eficiente. São os mineradores que garantem o pleno funcionamento do blockchain. O fato de ocorrer a valorização desse criptoativo, mostra que a força da rede permanece.

Por fim, a valorização do mercado de criptomoedas ajuda também o crescimento das exchanges. Tanto no funcionamento de suas atividades como no oferecimento de novos serviços, a valorização das criptomoedas ajuda esses players. E o crescimento de exchanges segue ocorrendo, oferecendo serviços em diversos países e atuação global para traders e investidores.

Nesse artigo, tratamos de 4 motivos pelos quais você deve acreditar no “to the moon”. As criptomoedas são um dos principais ativos da atualidade e você deve estar atento para aproveitar as oportunidades existem nesses ativos. E você, também acredita no crescimento desse mercado? Comente abaixo!

Especialista em trading e produtor de conteúdo para mercado financeiro e traders de diversos perfis. É formado em Administração de Empresas (UFRGS) e pós-graduando em MBA Broker Global (IBMEC). Há mais de 4 anos, trabalha auxiliando traders e investidores a chegarem aos seus objetivos financeiros.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *