4 passos para integrar sua conta de Exchange no Vector

Confira como conectar sua corretora utilizando as chaves de API

Ter acesso às diversas informações mercadológicas é o maior diferencial para quem opera no mercado de ativos digitais. Dados em baixa latência, ferramentas de análise e gestão de risco, geram vantagens competitivas para traders e investidores no mundo todo. E por meio da tecnologia API, é possível a troca de informações, como saldo ou roteamento de ordens entre uma exchange e a plataforma Vector.

Entender a importância das ferramentas de API pode abrir um mundo de possibilidades quando se trata de entrar bem posicionado e executar seu operacional com sucesso. Não sabe o que é uma API? Fique tranquilo, pois nesse artigo iremos explicar o que é uma chave de API e como integrar sua conta de exchange em 4 passos!

O que é uma API?

API é a sigla de Application Programming Interface, que faz o “meio campo” na comunicação entre dois softwares. O que isso significa? Por exemplo, cada vez que você usa um aplicativo de redes sociais, envia uma mensagem ou verifica a previsão do tempo em seu smartphone, você está usando uma API de cada serviço.

Como funciona a chave de API?

Uma chave de API é um código que é passado através de aplicações que “chamam” a API, tanto para autenticar seu usuário, desenvolvedor ou programa que está solicitando algum tipo de informação.

A chave de API também atua como uma espécie de identificador único, assim como um token, e assim que a chave é criada, também é gerado o segredo da API. Normalmente, a chave vem com um conjunto de direitos de acesso para a API à qual ela está associada.

E qual é a função do segredo de API?

O segredo de API é usado para a autenticação das partes mais críticas do sistema, onde o acesso deve ser extremamente limitado. Cada ambiente tem um segredo de API, porém ele pode ser modificado e deve ser mantido em segurança.

A função do segredo de API é manter a comunicação segura através de duas chaves correspondentes. Existe uma chave pública para cada usuário e todos podem visualizá-la, e também existe uma chave privada (segredo de API) que apenas o usuário deve saber. Uma informação criptografada pela chave pública só pode ser descriptografada pela chave privada e vice-versa.

Como as Exchanges utilizam o conceito de API?

As exchanges de criptomoedas permitem que seus usuários integrem suas contas às soluções externas, como o Vector, por exemplo. Dessa maneira, os traders podem visualizar seus saldos e enviar ordens em outras plataformas e alavancar o uso da exchange. Tudo isso de forma muito simples, por meio das chaves de API.

As informações que as Exchanges compartilham sobre a conta do usuário pela Chave de API, em geral são: visualização de saldos da conta, permissão para envio de ordens e permissão para saque de saldos. Em geral, as exchanges permitem quais acessos uma nova Chave de API terá. Para o Vector, os usuários só precisam liberar os acessos de saldos e envio de ordens para ter uma experiência completa com o produto. Nenhuma informação pessoal como nome ou número de documento são compartilhados por essa integração, permanecendo seguros com a Exchange.

As Chaves de API são geradas na conta do usuário dentro da Exchange e consistem num par de hashes criptográficos que comumente são chamados de Chave de API e Segredo de API. Para saber como gerar a chave de API em sua conta, procure na área de configurações da Exchange, acesse a Central de Ajuda ou entre em contato com a equipe de suporte. Você também pode seguir os tutoriais que preparamos para você sobre as nossas exchanges parceiras clicando aqui.

Confira as boas práticas para gestão de suas Chaves de API nas Exchanges:

  • Mantenha sua Chave e Segredo de API sempre seguros.
  • Sempre crie uma nova Chave de API para cada nova integração que for realizar em uma solução externa.
  • Só libere os acessos estritamente necessários para o caso de uso ao qual a solução externa se propõe. Para o Vector, visualização de saldos e permissão para envio de ordens.

Como conectar minha chave de API na plataforma Vector?

Com o Vector, você pode conectar sua conta de Exchange e ter à disposição centenas de ferramentas exclusivas para operar criptomoedas. Nesse artigo, vamos explicar como realizar a integração de sua API com a plataforma Vector.

1. Roteamento

Menu superior - Roteamento - Cadastrar Conta de Exchange
Menu superior – Roteamento – Cadastrar Conta de Exchange

Na plataforma Vector, vá no menu superior da tela e escolha a opção Roteamento. Depois, clique em Cadastrar Conta de Exchange.

2. Escolha a Exchange de sua preferência

Selecione uma Exchange
Selecione uma Exchange

Agora, escolha no menu a exchange que você deseja integrar e depois clique no botão Cadastrar Conta.

3. Chave de API e Segredo de API

Campos: Chave de API e Segredo de APICampos: Chave de API e Segredo de API

Agora você irá inserir nos campos Chave de API e Segredo de API, as informações geradas durante a configuração em sua conta na Exchange escolhida.

4. Tudo pronto: exchange cadastrada com sucesso!

Solicitação realizada com sucesso!
Solicitação realizada com sucesso!

Clique em Enviar e na próxima tela, clique no botão Finalizar. Em poucos minutos, um popup irá aparecer em sua tela confirmando que sua conta foi sincronizada com sucesso na plataforma Vector.

Let’s go #ToTheMoon

Agora que você realizou a integração de sua conta de exchange com a plataforma Vector, você está pronto para utilizar funcionalidades que vão te colocar em um novo patamar estratégico, assegurando que você, trader de sucesso, consiga superar suas metas e dominar o mercado de criptoativos.